Arquivo do Autor

Ajuda aos desabrigados das chuvas no nordeste!

O Pesca Nordeste está arrecadando fundos (dinheiro) para adquirir cestas básicas e doá-las aos desabrigados das chuvas aqui do nordeste.   As cestas básicas serão entregues pessoalmente e registraremos a ação como forma de prestar contas a todos que contribuíram. Clique na vaquinha e faça sua doação!

2º Concurso Nacional de Causos de Pescador

Relembre as estórias mais surpreendentes que ouviu ou viveu nas suas pescarias e venha participar deste super concurso literário.

Não deixe que as narrativas desapareçam: conte ou reconte para dar mais força e sentido à identidade da Pesca Esportiva Brasileira!

Período – 1º/maio a 15/setembro de 2010

Promoção: Pescarte

Ações das varas de pesca

Ao flexionar uma vara esta pode dobrar de diferentes formas, e de acordo com a forma da curva, podemos classificar basicamente em três ações: Rápida (ou de ponta), Média e Lenta (ou total). As ações estão relacionadas com o material e sua densidade como também a forma do afunilamento (Taper) da vara.

O Taper (afunilamento) tem relação inversa com a ação, um Taper rápido tem ação moderada, já um lento proporciona uma ação mais rápida.

Rápida – São mais sensíveis, porém menos eficientes para arremessos longos. Curva-se basicamente a ponta (extra rápida) ou a terça parte superior.


Média – São as varas “curingas”, pois ficam no meio termo e possibilitam uma sensibilidade e arremessabilidade. Curva-se em toda metade da parte superior.

Lenta – Indicadas para facilitar os arremessos, principalmente os que exigem maior precisão com iscas artificiais, porém são pouco sensíveis para fisgadas e nos momentos onde precisamos velocidade para que o peixe não entre nas estruturas. Curva-se progressivamente em toda parte.

Seções
Facebook
Twitter
Instagram